CESPRO | Digitalização, Compilação e Consolidação da Legislação Municipal
05:26 - Quinta-Feira, 21 de Março de 2019
Portal de Legislação do Município de Mata / RS

ANTERIOR  |
PRÓXIMO   |
Arq. ORIGINAL   |  
VOLTAR  |
IMPRIMIR   |
Mostrar o art.
[A+]
[A-]
FERRAMENTAS:

Link:
SEGUIR Município
Busca por palavra: 1/3
Retirar Tachado:
Compartilhar por:
CORRELAÇÕES E NORMAS MODIFICADORAS:

Leis Municipais
LEI MUNICIPAL Nº 1.742, DE 11/08/2017
AUTORIZA O PODER EXECUTIVO A EFETUAR A DOAÇÃO DE 01 (UM) TERRENO URBANO A IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

LEI MUNICIPAL Nº 1.296, DE 25/04/2007
AUTORIZA O PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A EFETUAR A DOAÇÃO, DE UM TERRENO URBANO, À IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

(Revogada pela Lei Municipal nº 1.742, de 11.08.2017)

WELTON RACI MALGARIN DA COSTA, Prefeito Municipal de Mata (RS) no uso de suas atribuições legais:

Faço saber que a Câmara Municipal de Vereadores de Mata (RS) aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei:

Art. 1º Fica, o Poder Executivo Municipal, autorizado a efetuar a Doação, à IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR, estabelecida na cidade de Mata (RS), portadora do CNPJ nº 62.955.505/0001-67, de um terreno urbano, de propriedade do Município, localizado na Rua Ângelo André Paraboni, nº A-14, nesta Cidade de Mata (RS), medindo 12m X 30m (360m²).

Art. 2º A Doação, prevista no artigo 1º desta Lei, servirá para que a beneficiária se estabeleça, em definitivo, com local de encontro dos adeptos, para atos religiosos, dos seus inúmeros seguidores do Município.

Art. 3º O beneficiário, no prazo de 06 (seis) meses, a contar da vigência desta Lei, deverá estar estabelecida ou, no mínimo, já ter iniciado as obras de construção do Templo.
   § 1º Desrespeitado o prazo e as condições previstas neste artigo, não será efetivada a Doação, extinguindo-se os efeitos desta Lei.
   § 2º No caso do parágrafo anterior, a beneficiária, em 30 (trinta) dias, deverá retirar as benfeitorias que efetuou, sob pena de indenizações e demais implicações legais sobre o fato.

Art. 4º As despesas, decorrentes da legalização desta Doação, correrão à conta da beneficiária.

Art. 5º A beneficiária, a qualquer pretexto, não poderá dar outra destinação ao terreno, bem como não poderá transferi-lo, nem cedê-lo, à terceiros, exceto em acordo celebrado, por expresso, com o Poder Executivo Municipal.
   Parágrafo único. A não observância, do que consta no caput deste artigo, resultará no retorno do imóvel, com as benfeitorias existentes, para o patrimônio do Município, cabendo os custos desta transferência à beneficiária.

Art. 6º A beneficiária, ou qualquer outra pessoa ou instituição que esteja na posse legal deste imóvel, se deixar de desenvolver suas atividades religiosas, proposta nesta Lei, por mais de 06 (seis) meses, deverá devolver, o principal e acessórios, ao Município, sendo as custas, da transferência, por sua conta.

Art. 7º Além do previsto nesta Lei, deverá a beneficiária obedecer as demais disposições legais existentes na legislação geral que trata sobre o assunto.

Art. 8º Esta Lei entrará em vigor na data de sua Publicação.

Art. 9º Revogam-se as disposições em contrário.
GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE MATA (RS), EM 25 DE ABRIL DE 2007.

WELTON RACI MALGARIN DA COSTA
Prefeito Municipal.

Registre-se e Publique-se
Em: 25/04/2007

LEOMAR MAURER
Sec. Mun. de Administração

Nota: (Este texto não substitui o original)








© 2019 CESPRO, Todos os direitos reservados ®